Expressões Jurídicas

ital Do princípio. Mús Indica a repetição desde o início da peça.
lat Ninguém pode dar o que não possui, nem mais do que possui.
lat Perdoa os corvos e mortifica pela censura as pombas. Sátira II de Juvenal que condena a injustiça.
lat Dada a vênia. Expressão delicada e respeitosa com que se pede ao interlocutor permissão para discordar de seu ponto de vista. Usada em linguagem forense e em citações indiretas.
lat Por ouvir dizer. Saber por ouvir; de oitiva.
fr Do galo ao burro. Discurso sem nexo; passagem de um assunto a outro muito diferente; disparate.
lat Dir De quem. Primeiras palavras da locução de cujus sucessione agitur (de cuja sucessão se trata) Refere-se à pessoa falecida, cuja sucessão se acha aberta.
lat Dir De fato. Diz-se das circunstâncias ou provas materiais que têm existência objetiva ou real. Opõe-se a de jure.
fr De baixo para cima; inteiramente.
lat Não se deve discutir sobre gostos e cores. Cada qual tem suas preferências. (Provérbio medieval).
lat Dir De direito. Opõe-se a de facto.
lat Dir Do direito de constituir. Diz-se de matérias ou situações jurídicas não previstas nas leis, mas que poderão ou deverão, no futuro, tornar-se normas do direito objetivo.
lat Dir De direito e de fato.
lat Sobre a lã de cabra. Assim chama Horácio as discussões ociosas.
lat Dir Da lei a ser criada. V de jure constituendo.
lat O pretor não cuida de coisas pequenas. Cita-se para significar que pessoas de certa categoria não podem preocupar-se com pequenos detalhes.
lat De tudo o que se pode saber e mais alguma coisa. A primeira parte desta locução é atribuída a Pico della Mirandola que pretendia discutir qualquer assunto com qualquer pessoa. A segunda foi ironicamente acrescentada por Voltaire. Aplica-se àqueles que se jactam de sábios, quando na realidade nada sabem.
lat Julgo-te pela tua boca. Pelas tuas palavras sei quem tu és.
lat Para ganhar o pão. Diz-se de obras literárias feitas rapidamente, com fins lucrativos.
lat Calculadamente; premeditadamente.
lat Das profundezas. Palavras iniciais da versão latina do Salmo 130, recitado nas cerimônias fúnebres e no ofício dos mortos.
lat Do esterco de Ênio. Expressão de Virgílio a fim de justificar-se de ter aproveitado os melhores versos da obra de Ênio (239-169 a.C.).
lat A fábula fala de ti. Horácio, depois de descrever a hediondez do avarento (Sátiras 1, 1-69), dirige-se ao interlocutor imaginário. Emprega-se para chamar à realidade uma pessoa indiferente a alusões sarcásticas.
lat Palavra por palavra. Literalmente. Aplica-se às transcrições de escrituras e outros documentos.
lat Sobre os cidadãos ilustres. Título da história da fundação de Roma, escrita por Suetônio e adotada no estudo do latim no primeiro ciclo.
lat Dir De vista. Diz-se da pessoa que presenciou o fato, chamada, por isso, testemunha de visu.
lat Dir De vista e ouvido. Testemunha ao mesmo tempo ocular e auricular.
lat Terminou a guerra.
lat Estamos destinados à morte, nós e nossos bens. Reflexão de Horácio na Arte Poética, sobre a transitoriedade da vida presente.
lat Enganamo-nos pela aparência do bem. Horácio referia-se aos poetas mas isso acontece com todos.
lat É honroso morrer pela pátria.
ital Dir 1 Cláusula pela qual, no contrato de comissão, o comissário, sujeitando-se a todos os riscos, se obriga a pagar integralmente ao comitente as mercadorias que este lhe consigna para serem vendidas. 2 Prêmio ou comissão paga ao comissário, por essa garantia.
lat Apague-se, inutilize-se. Nome que tem (ou tinha) o sinal de correção nas provas tipográficas, pelo qual se mandava tirar letras ou palavras. Tem a forma de um delta (d em grego) minúsculo.
lat Cartago deve ser destruída. Palavras de Catão, o Antigo, com que terminava seus discursos. Cita-se esta locução a propósito de uma idéia fixa, perseguida com tenacidade.
ingl Dir Ordem de entrega. Título à ordem, que faculta ao capitão do navio a entrega ao seu portador, de uma parte ou o total das mercadorias embarcadas, e constantes de determinado conhecimento, do qual é considerado fração.
lat O lobo ataca com os dentes e o touro com os chifres. Cada qual se defende com as armas de que dispõe.
lat Com dente soberbo. Horácio descreve nesta expressão o desdém com que o rato da cidade roía os alimentos do rato do campo.
lat Com dentes brancos. Norma apresentada por Horácio aos críticos, que podem criticar, mas amavelmente, sem ofender ao criticado.
lat Com o favor de Deus: Unir-se-ão em matrimônio, Deo favente, a senhorinha?
lat Demos graças a Deus. Expressão empregada na missa, após a epístola e ao final da própria missa. É também empregada quando se quer expressar o contentamento por haver terminado um trabalho cansativo ou fastidioso.
lat Ao Deus desconhecido. Legenda encontrada por São Paulo num altar de Atenas e de que se serviu para falar de Cristo aos atenienses (Atos, XVII, 23 e seguintes).
lat Se Deus ajudar; se Deus quiser.
lat Se Deus quiser: Aprenderei hebraico e sânscrito, Deo volente.
fr Descida do leito. Tapete estreito que se coloca ao lado da cama.
lat Que se deve desejar. Pl: desideranda.
lat O que se deseja. Pl: desiderata.
lat Termina em peixe. Alusão de Horácio às obras de arte sem unidade, que ele compara a um belo busto de mulher terminado em cauda de peixe. (Arte Poética, 4).
lat Enlouquece-te de vez em quando. Conselho de Horácio a Virgílio (Ode IV, 12, 28) para que misture um pouco de loucura à prudência que caracteriza suas obras.
fr Acima da porta. Diz-se da decoração pintada ou esculpida sobre a porta.
lat Um deus por meio de uma máquina. Expediente da tragédia grega (e romana) para solucionar casos complicados, o qual fazia de súbito aparecer um deus para explicar como se devia proceder naquele embaraço. Emprega-se a locução para designar um fim forçado: Quando o autor não sabe resolver a situação que criou, interpõe um deus […]
lat Deus nos concedeu esse descanso. Palavras com que Virgílio nas Éclogas agradece a Augusto. São quase sempre empregadas satiricamente.
lat Deus acima de tudo. Mostra o poder da Divina Providência nos acontecimentos humanos.
lat Que os deuses (nos dêem) coisas melhores. Expressão de Virgílio nas Geórgicas, ao terminar uma descrição de epidemia de peste.
lat Perdi o dia. Palavra de Tito, segundo Suetônio, quando não praticava alguma boa ação durante o dia.
lat O dia. Usado em linguagem jurídica.
lat Antig rom 1 Dia no qual a lei religiosa permitia atividades seculares ou dia auspicioso para tais atividades. 2 Qualquer um dos quarenta dias de cada ano nos quais os pretores da República Romana podiam exercer seus poderes gerais jurídicos. Pl: dies fasti.
lat Dia da ira. Primeiras palavras da célebre seqüência medieval que descreve os horrores do juízo universal. É recitada nas encomendações e em algumas missas de réquiem. Expressão usual entre estudantes para designar os dias de exames.
lat Antig rom 1 Dia no qual eram proibidas atividades seculares. 2 Dia no qual os tribunais eram fechados e era ilegal (para os pretores, por ex.), despachar assuntos públicos judiciais. Pl: dies nefasti.
fr Deus e meu direito. Divisa da família real inglesa.
lat Bagatelas difíceis. Alusão de Marcial em seus epigramas às pessoas que aplicam a inteligência em coisas insignificantes.
lat É digno de entrar. Expressão burlesca da peça “Doente Imaginário”, de Molière. Emprega-se na admissão de alguém em uma corporação ou sociedade, sempre em sentido jocoso.
lat Andou meio caminho, quem começou bem.
ital Fazer oração de macaco. Pronunciar palavras ininteligíveis.
lat Aos deuses aprouve de outra maneira. Reflexão resignada de Virgílio, referindo-se à ruína de Tróia.
fr Conta-me o que comes, dir-te-ei quem és. Pretende o gastrônomo Brillat-Savarin que o caráter e inteligência de uma pessoa se revelam na escolha que ela faz dos alimentos.
lat O ensino é riqueza para os pobres, adorno para os ricos e distração para os velhos.
lat Os membros dispersos do poeta. Refere-se Horácio à dificuldade em transformar versos em boa prosa.
lat Teu nariz desagradou. Juvenal explica com este dístico certas perseguições sem motivo justificável.
lat Distingo, palavra usada na filosofia escolástica, nos argumentos.
lat Divide e impera, divisa política dos romanos. Variantes: divide ut imperes e divide ut regnes, divide para que possas reinar.
lat Dir Dou para que tu dês. Norma de contrato oneroso bilateral.
lat Dir Dou para que faças. Norma admitida em contrato bilateral, em que uma das partes oferece dinheiro pela prestação de serviços da outra.
lat Aprendemos ensinando.
lat Aprende-se ensinando.
lat Doutor em um e outro (direito). Empregada para designar a pessoa laureada em Direito Civil e Direito Canônico.
lat Sábio com livro. Diz-se dos que ostentam ciência livresca por serem incapazes de raciocinar.
ital Doce ociosidade.
lat O Senhor deu, o Senhor tirou, bendito seja o nome do Senhor. Palavras de Jó, quando atingido pela perda de todos os seus bens. São citadas para lembrar, nos infortúnios, a resignação cristã.
lat O Senhor é meu auxílio. Palavras do versículo 7 do Salmo 118, que servem de divisa à Dinamarca.
lat O Senhor esteja contigo. Saudação dirigida antigamente a quem espirrava, hoje substituída por saúde ou por Deus te ajude, empregadas principalmente no Interior.
lat O Senhor esteja convosco. Saudação litúrgica, freqüentemente usada na missa, no ofício divino e no ritual católico romano.
lat Enquanto fores feliz, terás muitos amigos. Verso de Ovídio em que o poeta lamenta a perda dos amigos quando caiu na desgraça de Augusto (Tristes, 1, 1-39).
lat Duvidando chegamos à verdade. Frase de Cícero que inspirou a Descartes a doutrina sobre a dúvida.
lat É belo e nobre morrer pela pátria. Verso de Horácio em que aconselha os jovens a imitar os antepassados.
lat Morrendo relembra a doce Argos. Virgílio refere-se a Ântor que acompanhou Enéias à Itália, onde morreu.
lat Deixamos os campos queridos. Melibeu, personagem de Virgílio, lamenta a vida no exílio (Écloga, 1, 3).
lat A lei é dura, mas é a lei. Apesar de exigir sacrifícios, a lei deve ser cumprida.