Previsões para o mercado jurídico de 2021

Por: BERNARDO DE AZEVEDO
Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias, site: https://bernardodeazevedo.com/


O advogado britânico Richard Tromans recentemente compartilhou suas previsões para o mercado jurídico de 2021. O fundador do Artificial Lawyer acredita que o novo ano será de crescimento acelerado na indústria de tecnologia jurídica, levando escritórios de advocacia a investirem em novas ferramentas para otimizar seus fluxos de trabalho.

O mercado jurídico de 2021

Conforme o advogado britânico, em 2021 mais litígios chegarão aos tribunais, impulsionados pelas consequências econômicas da pandemia. O ano que se aproxima promete muitas fusões e aquisições entre empresas e organizações. Grandes bandas devem adquirir ou incorporar escritórios menores que estão com dificuldades em virtude da crise.

De acordo com Tromans, 2021 poderá ser um ano revolucionário em termos de adoção de tecnologia jurídica. A familiaridade com a tecnologia potencializada pela pandemia, combinada com a necessidade econômica, levará escritórios de advocacia a níveis de aceitação e implementação de novas tecnologias nunca antes vistos na história.

Conforme o britânico, os escritórios de advocacia voltarão a ter capacidade de investir tempo e dinheiro em novos projetos envolvendo tecnologias jurídicas. Além disso, Tromans prevê que as startups jurídicas continuarão surgindo e algumas serão capazes de desestabilizar o mercado jurídico, abrindo espaço para novos modelos de negócios.

Aconteça o que acontecer, continuaremos vendo novas startups surgindo. Isso nunca vai parar. – Richard Tromans

É provável que você goste:

A telepresença poderá transformar as audiências judiciais?

O que não deve acontecer em 2021
Embora preveja que os níveis de adoção de tecnologia jurídica aumentarão em 2021, Tromans não acredita que o setor jurídico venha a adotar blockchain e smart contracts em suas rotinas. Conforme o britânico, tais tecnologias, juntamente com o modelo de linguagem da OpenAI, o GPT-3, continuarão sendo ferramentas muito nichadas:

A GPT-3 também não mudará totalmente o jogo em 2021, mas mais empresas farão experiências com ela. As pessoas provavelmente irão esperar por melhores iterações. E também por melhores maneiras de lidar com os desafios de privacidade de dados dentro do sistema. – Richard Tromans

Seja como for, Tromans vislumbra que 2021 seja mais positivo que negativo para o setor jurídico. Para ele, tão logo as vacinas atinjam a maioria da população, e os profissionais do Direito delas se beneficiem, veremos cada vez mais projetos de inovação nos escritórios de advocacia, além de novas abordagens na prestação dos serviços jurídicos.