Como aumentar a rentabilidade do escritório em 7 passos

Por Leonardo Moraes, Administrador de empresas, pós-graduado em marketing e vendas, consultor especialista em gestão de escritórios, estratégia de negócios jurídicos, gestão financeira e marketing jurídico. Experiência e vivência com mais de 09 anos na gestão e consultoria para escritórios de advocacia de diversos portes nas principais capitais brasileiras. Sócio do escritório Leonardo Moraes Empreendedorismo Jurídico https://leonardomoraes.me/


A rentabilidade do seu escritório não se resume apenas em aumentar o faturamento e muitos advogados vivem correndo atrás de clientes, querendo faturar mais, só que acabam esquecendo de olhar para a rentabilidade, ou seja, avaliar o resultado mensal do escritório para saber se o mesmo teve lucro ou prejuízo.

Sem uma boa gestão financeira e uma análise mensal dos indicadores é impossível saber onde está o ladrão da rentabilidade.
E para te ajudar a melhorar o resultado financeiro do seu escritório eu preparei algumas dicas valiosas que você pode aplicar seguindo esse passo a passo abaixo.

1) CONTROLES GERENCIAIS
Eles são fundamentais para o controle das receitas, custos e despesas do escritório. Sem eles é impossível analisar a estrutura de custos e despesas e definir metas de redução.
O primeiro passo é organizar essas informações, seja em uma planilha ou em um software com a sua devida classificação.

2) CLASSIFIQUE AS RECEITAS, CUSTOS E DESPESAS

Um bom plano de contas é fundamental.
Para entender a estrutura financeira você vai precisar de um plano de contas que é o instrumento para você classificar as receitas, custos e despesas por tipo. Só é assim é possível analisar o quanto cada categoria impacta no resultado final.

3) ANALISE A SUA ESTRUTURA DE CUSTOS E DESPESAS E DEFINA OBJETIVOS

Se pergunte. Quanto você precisa aumentar de faturamento ou reduzir de custos e despesas para alcançar a rentabilidade ideal?

Um exemplo: hoje a minha rentabilidade é 15% por mês e eu quero aumentar mais 15%. Analise os custos e despesas e veja onde você precisa reduzir, ou seja, aquelas que tem um impacto maior na sua estrutura financeira. Nunca corte ou reduza despesas e custos onde estão trazendo bons resultados.

4) CONSTRUA O PLANO DE AÇÃO
O que você precisa fazer para atingir os objetivos e metas, conforme exemplo anterior, no caso os 15% a mais de rentabilidade?

Ex: reduzir a despesa mensal com energia em r$ 100,00. Criar campanha interna para conscientizar a sua equipe.
Renegociar valores com prestadores de serviços e cortar despesas desnecessárias para o momento.

5) TENHA UM ORÇAMENTO

É fundamental que você tenha um instrumento de controle com metas de faturamento, custo, despesa e rentabilidade.

Faça uma análise no seu financeiro dos últimos seis meses e determine metas de aumento de faturamento, bem como redução de custos e despesas, isso consequentemente irá trazer mais rentabilidade.

6) CONQUISTE MAIS CLIENTES
Assim como a redução do custo e despesa é fundamental, o aumento do faturamento também é de suma importância para a sustentabilidade do escritório no curto, médio e longo prazo.

Crie novas estratégias de prospecção fazendo com que sua marca seja mais vista e tenha mais aproximação com potenciais clientes, além disso, venda mais também para os seus clientes, oferecendo novos serviços, baseados nas suas dores.

7) GESTÃO MENSAL
Mantenha os seus controles de entradas e saídas devidamente preenchidos e atualizados

Faça uma análise mensal dos indicadores avaliando se você está no caminho certo e se está conseguindo alcançar as metas mensais. Sem eles é impossível aumentar a sua rentabilidade.