Os sete sinais que você está pagando para trabalhar

Por Leonardo Moraes, Administrador de empresas, pós-graduado em marketing e vendas, consultor especialista em gestão de escritórios, estratégia de negócios jurídicos, gestão financeira e marketing jurídico. Experiência e vivência com mais de 09 anos na gestão e consultoria para escritórios de advocacia de diversos portes nas principais capitais brasileiras. Sócio do escritório Leonardo Moraes Empreendedorismo Jurídico https://leonardomoraes.me/


Você está pagando para trabalhar.

Quando eu digo que você está pagando para trabalhar é por que você não enxerga a cor do dinheiro, a conta não fecha, não sobra, não consegue guardar, trabalha demais e vive sem liberdade de tempo e financeira.

Essa dura realidade é uma verdade que dói e você que está lendo isso agora sentiu uma apreensão é por que as coisas não estão indo bem no seu escritório e com certeza tem alguns desses sintomas que eu listo abaixo.

Antes eu preciso te revelar algo que você precisa enxergar.

Uma boa gestão financeira só funciona quando você assume o controle da situação e faz o dever de casa, aplicando a forma correta de olhar os números, não se deixando iludir apenas pelo faturamento e se as contas estão pagas, é mais do que isso.

É ter dentro do escritório contratos rentáveis, tempo para olhar os números e pensar em novas teses, saber quanto custa a sua hora, não misturar as despesas pessoais com as despesas do escritório, quando recebe uma nova demanda não olha apenas para o faturamento, mas sim, para a viabilidade do contrato, sabe de fato qual é o custo de um processo e não pensa apenas no giro financeiro etc.

Agora olhe para essa lista e veja se você está sentindo alguns desses sintomas, se sim, é bom procurar um remédio o mais rápido possível, antes que seja tarde e comprometa a saúde financeira do seu escritório e a sua.

1) Não tem controle sobre as suas despesas e custos;
2) Não sabe quanto custa a hora trabalhada;
3) Mistura conta jurídica com a conta física;
4) Quando recebe uma nova demanda não faz a estimativa de horas trabalhadas;
5) Não faz a análise de rentabilidade dos contratos e áreas;
6) Está afogado em tarefas burocráticas e não consegue focar no estratégico;
7) Não sabe qual é o custo mensal de um processo.

Venha comigo e saiba como agir.