Mutirão do Júri planeja julgar 150 crimes contra vida em Campos (RJ)

Publicado em: 19/04/2017 às 09:04h

O corregedor-geral da Justiça do Rio de Janeiro, desembargador Claudio de Mello Tavares, o defensor público-geral, André Luis Machado de Castro, e o procurador-geral de Justiça do estado, Eduardo Gussem, acertaram detalhes do Mutirão do Júri, que será realizado em Campos de Goytazes a partir do dia 2 de maio, com o reforço de cinco juízes do Norte/Noroeste fluminense.

Um total de 11 júris e 89 audiências serão realizados concluindo cerca de 150 processos. O mutirão será levado também a outros municípios do estado a fim de agilizar a conclusão de processos sobre homicídios e tentativas de homicídio, definiu a reunião no último dia 6.

Também participaram da reunião os juízes auxiliares da Corregedoria, Afonso Henrique, Leandro Loyola e Leonardo Grandmasson; os promotores de Justiça Somaine Lisboa, coordenadora do CAO Criminal do Ministério Público; Leila Costa, Patrícia Glioche e Vinícius Winter; e Emanuel Queiroz Rangel, coordenador de Defesa Criminal da Defensoria Pública.

 

 

 

Fonte: www.cnj.jus.br