Audiência de conciliação termina com pedido de desculpa, declaração de amor e desistência em ação de divórcio

Publicado em: 08/11/2018 às 03:45h

Realizada pela 2ª Vara da Comarca, audiência foi uma das que terminou em acordo no terceiro dia de atividades da Semana Nacional de Conciliação.


Nesta quarta-feira (7), terceiro dia de atividades da Semana Nacional de Conciliação, a 2ª Vara de Parintins registrou várias audiências concluídas com acordo entre as partes, uma delas, envolvendo uma Ação de Divórcio, foi encerrada com pedido de desculpas, declaração de amor e desistência da separação.

O juiz Saulo Goes Pinto explicou que, durante a audiência, o marido, que era a parte requerida, pediu desculpas à esposa, falou de seu interesse em retomar o relacionamento, declarou amá-la e disse ser ela a mulher que escolheu para viver. A esposa, que havia tomado a iniciativa de pedir o divórcio e figurava como parte requerente na ação, afirmou que é humana, que todos erram e aceitou o pedido de desculpas, desistindo da ação de divórcio.

“Esse é um caso bem simbólico da importância da mediação, da conciliação nos litígios. É um caso simples, na área de família, mas que reflete o espírito da Semana de Conciliação, um evento que tem esse caráter de promover a paz social e, também, de contribuir para a redução do acervo processual do Judiciário”, destacou o juiz Saulo.

Em Parintins, as audiências de conciliação que estão acontecendo no Fórum – sob a responsabilidade da 1º e 3ª Varas Cíveis e do Juizado Especial Cível e Criminal –, e também na sede da Defensoria Pública, sob a coordenação da 2ª Vara e o apoio do Ministério Público. “Estamos conseguindo formular diversos acordos. No primeiro dia de atividades, das 20 audiências que realizamos aqui na sede da Defensoria, 15 terminaram em acordo, ou seja, um índice de 75%. Esta ação dentro da Defensoria teve o objetivo de facilitar o acesso à Justiça das pessoas que, eventualmente, não têm como contratar um advogado”, explicou o juiz Saulo.

Na 1ª Vara da Comarca, as atividades da Semana de Conciliação estão sendo coordenadas pelo juiz Lucas Bezerra e, na 3ª Vara, pelo juiz Anderson Oliveira. A juíza Larissa Penha, por sua vez, está à frente das atividades da Semana no Juizado Especial Cível e Criminal. O Ministério Público está participando das atividades da SNC 2018 em Parintins por meio da promotora Lilian Almeida. A Defensoria Pública, por meio do defensor Inácio Navarro.

Das 10.122 audiências agendadas para esta edição da SNC no Judiciário Estadual, 5.779 foram incluídas na pauta por 56 unidades judiciárias distribuídas por Comarcas do interior.

Fonte: TJ/AM